segunda-feira, 19 de novembro de 2007

Our Way

De onde provem a nossa existencia?
Como é que existimos?
Para onde foram as fezes de 23 de Junho de 2004 que nós fizemos?
Peço desculpa se me acharam esta ultima estupida mas é verdade... O que somos no inicio e o qe somos no fim?
As estrelas...
A lua...
O que será isto tudo? Um sonho? Um jogo com inteligencia artificial(ao estilo de The Sims?
Estas questões intrigam-me, fazem-me pensar na insignificancia da nossa passagem por esta vida terrena em que temos de arranjar maneira de nos sustentarmos em dada altura da vida, mantendo uma rotinha continua durante meio século.
É uma chatisse saber que no fim vamos morrer e que nos temos de contentar com o que vivemos. Se há ou não vida depois da morte, não serei certamente eu a decidir. Deus existe? provavelmente não, mas o Homem precisa de acreditar em algo, e se for algo polemico ainda melhor. O iphone é mesmo muito futurista? O que ele faz agora não surpreende um mendigo. Não me vou questionar mais pois já devem estar aborrecidos.. se é que alguem chegou a ler até aqui.. ou sequer leu alguma coisa. Mas a questão principal que desejo incutir nas vossas mente é mesmo De onde venho? Para onde vou?
Saudamentos

5 comentários:

sara disse...

Anda muito inspirado o senhor!!! lol...
Simples mas inspirador! Gostei!:)
lol

joao vidal disse...

gostei.

se a vida é tao insignificante e curta porque nao a vivemos como gostariamos e porque a vivemos de maneira futil e materialista.?

somos apenas uma gota no oceano, uma estrela no universo.
somos insignificantes.
para quê vivemos.? porque existimos? qual é o sentido da vida?

vou.me matar.

Anónimo disse...

opa
xau pa voces todos
matem-se todos
que eu fico com as gajas

joao vidal disse...

só com a morte dos outros e numa muito remota esperança é ke ficarias com gajas.

deves ser frustrado.

fabio ratofield disse...

frustrado não mas feio....