sábado, 3 de maio de 2008

Evolução das coisas do diabo

Há lá coisas do diabo. O ex. líder do PSD, depois de dizer que fazia e acontecia(entre isto estava baixar o IVA para 16%), depois demite-se. É, pensando bem, uma boa forma de fazer politica, diz-se que se faz mas não se dá tempo para que o chamem para fazer o que disse. Foi melhor assim. Tanto para ele, como para o PSD.
Ele ficou na memória dos social-democratas porque prometia e nunca mentiu acerca do que disse que ia fazer, ele, quiçá, tencionava mesmo fazê-lo. Mas será sempre um grande líder. Dono até de grande credibilidade (dentro do descredibilizado partido não é difícil) que nunca mentiu aos portugueses! Repare-se nos poucos que se orgulham disso, mesmo nenhuns.
O PSD ganhou na medida em que a sua demissão abriu um precedente para que as maiores figuras do partido se sentissem no dever de salvar o partido da crise criada. Alem disso, abriu-se, momentaneamente, as portas para a discussão sobre o estado do partido. Dito por outra palavras, lembrou-se os portugueses que o PSD não era só Santana Lopes. Surgiram novas caras. E, também, muito velhas caras. É o caso da favorita á vitoria, Manuela Ferreira Leite... não sei porquê mas nunca fui muito com a cara dela. A situação vivida até podia ser comparada á situação dos democratas nas primárias dos EUA. A favorita era uma mulher, mas apareceu um preto para lhe estragar os planos. No PSD esse preto seria o Alberto J. Jardim. Alberto considera-se preto porque os gajos lá do contenente só roubam a madera, são uns palhaços pá! Não seria uma surpresa ele candidatar-se, uma vez que já disse que não se candidatava mais pela Madeira, e ele mentiroso não é. Mas admitamos, depois de tantos anos de poder uma pessoa habitua-se. Tipo a droga. O Jardim está neste momento a experimentar drogas mais pesadas do que o costume. Chama-se evolução consoante as necessidades.
Espero, sem cera, que algo mude no carácter de quem comanda o PSD, se não vão obrigar a juventude da minha idade a fazer a sua primeira votação no mesmo palhaço que lá está.
saudações do campino que enfrenta o toiro de frente
ps: e bebe um licor beirão de golada e no final faz haaaaaaaaaa

4 comentários:

vera disse...

So estou a comentar porqe me pediram e tambem porqe no ultimo paragrafo o menino escreve "sem cera" acho qe se lembrou disso por causa de uma conversa qe teve comigo:D

BeijO*

Anónimo disse...

Sem palavras...

Anónimo disse...

Ó fabio nao sei o que te deu mas porque que foste escrever uma cena
sobre o triste psd olha que politica e um assunto de homens, mas a falar a acerio ate ta bm esrito... eu nao percebo mt de politica por isso nao sei bm o k tou a dizer e ja tou atrufiar...

brigado rato por tabem...

Rabbb jr

Anónimo disse...

Ao menos dissestess que la' estava um palhaço...
EU diria mais.. ta' lá o circo todo!!!
A Vaca - a ministra da educação que diz que agora os alunos têm de passar e se não passarem a culpa é dos professores que não ensinam, mesmo que o aluno barely vai às aulas.
e os Burros

epa' sor ministro. Porreiro pa'!