sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Todos os rebeldes somos nós

A rebeldia para uns é a incompreensão para outros. Nós somos todos rebeldes sob um certo ponto de vista, não o nosso, nem sempre o dos nossos pais, talvez dos avós.

A rebeldia caracteriza-se por fazermos algo que alguém não quer seja feito. Somos rebeldes quando saímos de casa, quando nos despimos num local público, ou, simplesmente, quando pomos a língua de fora aos nossos pais.

Somos rebeldes porque vemos os morangos com açúcar e somos rebeldes por não os ver.
O que eu quero dizer é que podemos ser rebeldes por fazer qualquer coisa, depende de quem julga o que fazemos. Sim. Há sempre alguém que julga o que fazemos. Há sempre uma pessoa na rua que passa e vê a roupa que trazemos, vê o beijo de despedida que damos. Há sempre alguém que se julga menos rebelde que nós.

Há sempre alguém que quer curar a nossa rebeldia.

3 comentários:

Catarina' disse...

Acho que foi a nova novela da SIC que te deu inspiração pra este texto' =Pp

*

Pepi ' ( aquele do algarve de fermentelos , taz a ver ? ) disse...

Ora bem , se ser rebelde é ser diferente das pessoas "normais" , agora que está na moda ser rebelde , para sermos rebeldes temos que não ser rebeledes , ou seja ser "normal" , para sermos diferentes das outras pessoas q se dizem rebeldes , mas como ser uma maioria nao podem ser rebeldes , porque rebeldes sao aqeles que nao se guiam pelos outros , ou seja uma minoria !

Conclusao: Pessoal sejam voces proprios e nao se guiem pelas "modas" de hoje em dia que sao bastantews foleiritas , tipo andar com as calças no fundo do cu ! Ainda n percebi essa , (!)

Fica bem rapaz e continua assim :)

verinhaa disse...

Anda a ver a novela da sic ne'..