segunda-feira, 23 de junho de 2008

cá está mais um de fabrico industrial

Todo este aparato de uma pessoa, que eu desconheço, vir dizer que eu tenho um jeitaço para carregar nas letras do teclado de uma forma, mais ou menos, encadeada, fez-me reflectir sobre o dito assunto.
Primeiro fiquei orgulhoso como qualquer um ficaria. Não é todos os dias que alguém nos elogia, e elogia de uma forma livre de pressões ou segundas intenções. Não a conheço, não lhe posso agradecer pessoalmente ou favorecer no trato.
Depois deste estado ilusório, tive o meu momento de epifania. Todos os berlicoques que ponho (ou tento por) na escrita, só transparecem a minha contaminação dos males da sociedade que tanto renego.
Se eu não quisesse saber das opiniões dos outros, se eu fosse totalmente sincero para com o que penso sobre as coisas, não tentaria embelezar nada. Eu devia era escrever como o meu irmão do quarto ano escreveria que é assim que os assuntos merecem ser tratados!
Mas não. Quero mostrar que sou melhor que muitos, porque não interessa sermos bons se não somos melhores que ninguém em especial. Quero gabar-me do que consigo fazer. Pensando bem, eu não tenho qualquer moral para criticar um qualquer aspecto especifico a sociedade pois ele esta implícito tanto em mim como na minha educação ou na minha vida social futura (digo futura porque a actual é inexistente).
Por tudo isto, e muito mais, é que eu vou à missa. Já dizia o padre”olha para o que eu digo, não olhes para o que eu faço".
um abraço deste agricultor que vos adora

5 comentários:

Verinha disse...

Voltei a ser a 1ª a comentar.:D
Eu tambem digo qe o menino escreve bem.. O qe e' uma grande verdade.
Escreveu um texto cheio de palavras complexas.. Muito bem!

Someone disse...

Tns moral pra falar sobre aquilo que quiseres. Mal ou bem. Ontem ou hoje. Politica, economia, desporto, etc etc. Tns moral e direito de falar.

Sim!


*

Beijinho, e ninguém me obriga a comentar tá'? Pq eu podia muito bem ignorar o teu texto. :D

*

FAR disse...

isso é muito bonito, e fico muito feliz por ser dito por alguém que não eu, mas não deixa de ser uma falácia... va la someone.. já era altura de revelares a tua identidade...

Someone disse...

Oh. :$

Eu prometo que digo, mas não por enquanto. E quando disser, digo à Verinha, em primeiro. =D Porque é rapariga e porque vem cá sempre tb. xD

Tá bem? *

FAR disse...

porque não já??
até tens dito muito bem de mim, mais do que o habitual :D
isto já vai perdendo a piada...
ao menos conhecemos.te??