quarta-feira, 2 de julho de 2008

nada nunca é nada

Escrever sobre alguma coisa é complicado, há gente que diz que escrevo sobre tudo.
Então imaginem escrever sobre nada. Nada mesmo. Rigorosamente nada. Sabendo que o nada é uma contradição em si mesmo. Uma vez que nada é a não existência, mas tem pelo menos o nome, logo já não é nada.
É complicado definir nada. Nós nunca vimos nada. Nunca cheiramos nada, e segundo Hume só temos percepções daquilo que já experimentámos.
Então como podemos ter a ideia do nada?
Simples, não podemos. Mas continuamos a teimar em tê-la como uns miúdos mimados a pedir um qualquer objecto aos pais:
- Já te disse que não podes pensar no nada!
- Oh pai… Mas eu quero o nada. Nada, nada, nada. Nada, nada, nada!
- Queres ficar de castigo? E não faças birra!
Lá esquecemos o nada quando somos ainda gaiatos. Mas quando as primeiras borbulhas atacam voltamos á carga:
- Quem me dera não ter nada na cara!
É um castigo para os pais verem os filhos, assim, a revoltarem-se contra uma educação completa. Muitos pensam que os filhos vão dar em marginais. Muitos levam-nos a psicólogos. A verdade é que quando acordam para o problema já é tarde de mais. E aí não há nada a fazer.
Os meus próprios pais enfrentam, agora, uma grande ameaça de depressão por causa deste meu texto. Mas havia de chegar o dia em que eu, FAR, tinha de enfrentar o mundo, sujar-me na lama, dar cabeçadas nos bicos das janelas, enfim, levar estaladas por apalpar mamas.
abraço deste agricultor de nadas no quintal

9 comentários:

Verinhaa disse...

Para que se saiba que a tematica deste texto nasceu de uma conversa que o menino Rato teve comigo. Portanto vou pensar que e' mais um texto em minha honra=)
Nunca tinha pensado em algumas coisas que escreveu..
E reparei assim que abri a pagina que o blog esta' diferente para ficar aainda melhor devia ter um pouco de cor de rosa e se tivesse uma hello kitty num sitio qualquer entao ficava perfeiito!
Sem mais nada a dizer despeço,me.
Beijos para todos<3

Catarina disse...

As vezes os temas sobre os quais tu escreves são daqueles temas sobre quase ninguém escreve, porque quase ninguém se lembra disso. ;D E isso é giro!!

Beijinho ( Um Especial pra Verinha)

Sometwo disse...

Eu qero dizer que sim!

Veriinha disse...

Sometwo. Quem es tu?
Beijiinho grande para a Catarina.

sometwo disse...

sou so' uma imitaçao fraca!

xD

Verinhaa disse...

Ah ja' sei quem es. E a verdade e' qe es uma imitaçao mesmo fraca.
Agora tambem imitas someone? O qe e' qe vais imitar a seguir? A boneca da Hello kitty?
Nao tenho a certeza se es quem eu estou a pensar mas em principio deves ser!

FAR disse...

alguém me quer explicar o que se passa aqui?
esta a escapar-me algo??

Catarina disse...

;D Eu até fico feliz com estas coisas. Eu era a someone ( e sou) e agora alguém é o sometwo.

Só que assim estão a imitar-me, o que é muito pouco original. E como a Verinha já me disse quem acha que é, se for, deixa-me dizer-te sometwo, que és um(a) TóTó. =Pp

Isto pra explicar ao FAR que é que se passa aqui. ;D

Beijinhos pra todos. E um bem bem grande pra minha companheira dos comentários, Verinhaaaaaaaa*

Anónimo disse...

como eu nao tenhu nada a ber com isto nem me bou dar ao travalho de dizer... algo